FacebookMySpaceTwitterDiggDeliciousGoogle BookmarksTechnoratiLinkedinRSS FeedPinterest

Últimas Notícias

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Da Assessoria de Imprensa

Penha, SC - Na manhã de hoje (10), a Polícia Federal deflagrou a Operação "Homem ao Mar" em Penha e Balneário Piçarras, com o cumprimento de seis mandados de busca e apreensão. As investigações foram desenvolvidas pela Delegacia de Polícia Federal em Itajaí, e a operação tem por objetivo a desarticulação de uma quadrilha especializada na falsificação de Cadernetas de Inscrição e Registro de trabalhadores marítimos.

Nos últimos dois anos, diversos Inquéritos Policiais Federais foram instaurados em Santa Catarina, Rio de Janeiro e Espírito Santo após a apreensão, pelas Delegacias da Capitania dos Portos, desses documentos falsos. Muitos dos supostos trabalhadores marítimos apontavam os falsificadores como indivíduos residentes no litoral catarinense, o que deu início à investigação. A Capitania dos Portos de Itajaí colaborou realizando levantamentos preliminares, a fim de subsidiar o trabalho da Polícia Federal.

Foram realizadas buscas em quatro imóveis em Penha (Armação) e dois em Balneário Piçarras. Foram apreendidos certificados de conclusão de cursos falsos, carimbos, além de etiquetas falsificadas em nome de supostos aquaviários. Também foram apreendidos computadores e telefones celulares dos envolvidos.

O nome da operação faz alusão ao fato de que as pessoas que compram essas cadernetas, ou mesmo os certificados de conclusão de cursos, não detêm o conhecimento necessário para tripular embarcações ou para realizar as tarefas às quais se candidatam, e, movidos pelos bons salários, arriscam-se em barcos de pesca, rebocadores e afins, cujas empresas armadoras são também ludibriadas pela prática criminosa.

Os investigados podem ser indiciados por falsificação de documento público e formação de quadrilha.

Twitter