Revisão de eleitorado inicia em Balneário Camboriú e Camboriú

Eleitores de oito municípios catarinenses pode agendar o atendimento pela internet

Nesta segunda-feira (17), começou a revisão do eleitorado em oito municípios catarinenses. Os eleitores de Jaraguá do Sul, Corupá, Brusque, Guabiruba, Botuverá, Itajaí, Balneário Camboriú e Camboriú devem agendar seu atendimento pelo site do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina, garantindo assim um horário específico e evitando possíveis filas.

“A revisão do eleitorado é um procedimento realizado para confirmação dos eleitores que têm efetivamente vínculo com o muncípio. Além disso, será feita a coleta biométrica dos eleitores, para atualização do cadastro da Justiça Eleitoral, que, agora, conta com fotografia e digitais do eleitor”, destacou a secretária da Corregedoria Regional Eleitoral, Renata Beatriz de Fávere.

Nesses oito municípios, o processo de revisão acontecerá até o dia 7 de dezembro de 2017. O eleitor que não comparecer terá o título eleitoral cancelado.

ATENDIMENTO ORDINÁRIO – A previsão é que, até junho de 2017, todos os municípios catarinenses estejam realizando o cadastro biométrico dos eleitores de forma ordinária, ou seja, não obrigatória.

“No caso da coleta ordinária, não há prazo definido. No momento em que o eleitor solicitar um serviço da Justiça Eleitoral, como a atualização de dados ou o primeiro título, terá a biometria realizada.”

Até agora, 25 municípios do Estado já estão realizando o cadastro biométrico ordinariamente, são eles: Guaruva, Itapoá, Navegantes, Criciúma, Joaçaba, Chapecó, São Miguel do Oeste, Lages, Tijucas, Itapema, Barra Velha, Gaspar, Indaial, Timbó, Trombudo Central, Taió, Videira, Guaramirim, Papanduva, Canoinhas, Mafra, Rio Negrinho, Itaiópolis, Rio do Sul e Tubarão.

Além disso, os municípios que já encerraram o cadastramento de forma obrigatória continuam fazendo a biometria dos eleitores que ainda não colheram suas digitais.

PROJETO BIOMETRIA – A biometria é um método tecnológico que permite reconhecer, verificar e identificar uma pessoa por meio de suas impressões digitais, que são únicas.

Na Justiça Eleitoral, o cadastro biométrico é utilizado para tornar as eleições ainda mais seguras e prevenir fraudes. Regulamentado pela Resolução TSE nº 23.440/2015, o procedimento está sendo realizado gradativamente pela Justiça Eleitoral em todo país.

1 COMENTÁRIO

  1. Horário de atendimento é limitadíssimo, prejudicando aos trabalhadores. Agendamento por internet também elitizado, prejudicando as pessoas mais simples. Decepcionante ver este pessoal chique, do ar condicionado, simplesmente ignorar as dificuldades das maiorias.

DEIXE UMA RESPOSTA