A informação chega primeiro aqui!

Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2024

Colunas/Informa & Comenta

Fabrício Oliveira passa de líder carismático para mentiroso interesseiro

Inverdades sobre a balneabilidade da Praia Central colocam em dúvida a administração do prefeito de Balneário Camboriú

Fabrício Oliveira passa de líder carismático para mentiroso interesseiro
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

MUDOU - O prefeito Fabrício Oliveira, desde que ingressou no Partido Liberal, deixou de ser um líder carismático que já foi vereador, suplente de deputado federal e está no seu segundo mandado. Intencionalmente ou não aderiu ao geito bolsonarista de ser.

MENTINDO - O episódio sobre a balneabilidade da Praia Central é só um entre os tantos que começam a aparecer. É, entretanto, o mais prejudicial para a imagem de Balneário Camboriú e pode afetar tragicamente a economia do município.

CAINDO - Empresários da construção civil que não comungam com as mentiras de Fabrício já deixaram transparecer a preocupação com o impacto que poderemos ter. Hoje somos o metro quadrado mais caro do Brasil, mas poderemos perder o posto em pouco tempo. 

IMA - Quando o Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina tornou público que o esgoto coletado na cidade não é tratado e volta para o rio Camboriú poluindo e transformando a Praia Central imprópria para banho, Fabrício fez uma divulgação que o relatório da Emasa apontava todos os pontos próprios para banho.

DIVULGAÇÃO - Dias depois a própria Emasa divulgou o relatório confirmando a balneabilidade imprópria. Caiu o diretor técnico. A assessora de imprensa da Emasa também saiu, embora dizendo que iria integrar a equipe do governo do Estado. 

ACONTECEU - Ao IMA compete fazere a fiscalização não só das praias, mas também das estações de tratamento de esgoto no estado. A ETE de Balneário Camboriú operava com qualidade de quase 100 por cento no tratamento até 2019.

QUEDA - Já a partir de 2020 os resultados não eram os mesmo, chegando ao ponto de termos jogado no rio Camboriú o esgoto sem ter tratamento algum.

TÉCNICOS - Todo o pessoal técnico que atuava nas direções da Emasa foram afastados a partir do momento que Douglas Beber assumiu a diretoria geral da empresa. Foram substituídos por um bando de incompetentes que deixou a merda vazar e poluir. 

INTERESSE - O Ministério Público deve estar analisando a questão, mas qualquer leigo entende que querem quebrar a Emasa para para privatizá-la por um preço bem abaixo do que vale. 

ORÇAMENTO - O orçamento da Empresa Municipal de Água e Saneamento para este ano é de mais de R$ 102 mil reais. Desacreditando a empresa e em uma eventual privatização por 30 anos o município venderia, talvez, por menos de R$ 1 bilhão. Isso seria o que entraria no cofre. O resto? Bem o resto fica a seu critério imaginar.

MÁ FÉ - Deixaram o sistema virar merda examente quando começou a pandemia. Estava todo mundo preocupado com a Covid-19 enquanto eles atuavam por debaixo dos banos para acabar com a Emasa.

PUNIÇÃO - Gostaria de perguntar ao Ministério Público se está investigando a situação e se tem alguma punição para punir quem usa destas artimanhas para entregar o patrimônio público. 

FONTE/CRÉDITOS: Elias Silveira
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!