A informação chega primeiro aqui!

Sexta-feira, 12 de Julho de 2024

Notícias Política

Deputado Mário Motta entrevista catarinense que é embaixadora na Coreia do Sul

Márcia Abreu revelou os motivos que levaram o país asiático de um dos mais pobres para um dos mais desenvolvidos do mundo

Deputado Mário Motta entrevista catarinense que é embaixadora na Coreia do Sul
Divulgação
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Em missão pluripartidária da União Interamericana de Parlamentares (UNIPA) em Seul, na Coreia do Sul, o deputado estadual Mário Motta (PSD) não conseguiu evitar as origens como comunicador e jornalista e entrevistou a catarinense que é embaixadora do Brasil na Coreia do Sul. Na conversa, Márcia Abreu revelou os motivos que levaram o país asiático de um dos mais pobres para um dos mais desenvolvidos do mundo.

 Além de representar o Brasil, a embaixadora é filha de uma das personalidades mais marcantes para o desenvolvimento de Santa Catarina, Alcides Abreu. Além de professor, advogado, economista, jornalista, escritor, a história de Alcides foi marcada ainda pela elaboração do Plano de Governo de Celso Ramos, o que fez de Santa Catarina o primeiro estado a ter um planejamento plurianual. Alcides foi ainda responsável pela criação de instituições como a Udesc, a Celesc, o BRDE e o Besc.

 No diálogo, publicado nas redes sociais do deputado Mário Motta, a embaixadora ressalta três fatores que foram fundamentais para tornar a Coreia do Sul um país de primeiro mundo, ostentando atualmente uma renda per capita de 33 mil dólares: a educação, a integração ativa do Governo por meio de medidas como planejamento econômico, e o aperfeiçoamento constante.

 Na Coreia do Sul, o ensino é prioridade. Por isso, a educação básica, para alunos com até 15 anos de idade, é gratuita e excelente. Já as universidades, cerca de 400 em todo o país, são privadas. O que não impede os estudantes de buscarem a graduação. Hoje, quase 70% dos jovens são universitários.

 Com relação à Santa Catarina, Márcia de Abreu destacou que o estado deveria ter seguido os Planos de Metas de Governo, criados na década de 1960, pelo pai Alcides de Abreu, e que implementaram leis e instrumentos para o aprimoramento catarinense. Os objetivos previam melhorias desde a educação à implementação dos polos de desenvolvimento econômico.

 Apesar de estar do outro lado do mundo, a embaixadora encontrou uma forma de reduzir a distância: o orgulho em ser catarinense. Na conversa com o parlamentar, Márcia destaca que Santa Catarina a acompanha na Embaixada do Brasil na Coreia do Sul por meio da bandeira do estado que exibe em seu gabinete em Seul.

 A viagem à Coreia é a primeira missão internacional em comitiva pluripartidária do mandato do deputado Mário Motta e tem por finalidade a absorção de ideias diferenciadas daquele país para enriquecer ainda mais Santa Catarina. Para compartilhar todas as informações e descobertas no país asiático, o deputado realiza uma prestação de contas online e diária por meio de boletins informativos divulgados nas redes sociais.

 A entrevista e o informativo podem ser acessados em @mariomottaoficial.

 
FONTE/CRÉDITOS: Claudia Xavier/Assessora de Comunicação
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!