A informação chega primeiro aqui!

Sexta-feira, 12 de Julho de 2024

Notícias Polícia

Polícia Federal e autoridades internacionais desmantelam organização criminosa de tráfico de cocaína

A rede criminosa, liderada por indivíduos baseados temporariamente em Dubai e Turquia, movimentava toneladas de cocaína e contava com integrantes dos Bálcãs Ocidentais.

Polícia Federal e autoridades internacionais desmantelam organização criminosa de tráfico de cocaína
PF\Divulgação
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Em ação coordenada entre autoridades policiais de Brasil, Espanha, Bélgica, Croácia, Alemanha, Itália, Sérvia, Emirados Árabes Unidos e Turquia, sob a coordenação da EUROPOL e apoio da Rede @ON, foi desmantelada uma importante rede criminosa envolvida no tráfico de grandes quantidades de cocaína da América do Sul (Colômbia, Brasil e Equador) para a União Europeia. A operação final, deflagrada nesta quarta-feira (12/6), é o resultado de uma série de ações realizadas ao longo de três anos.

A rede criminosa, liderada por indivíduos baseados temporariamente em Dubai e Turquia, movimentava toneladas de cocaína e contava com integrantes dos Bálcãs Ocidentais.

As investigações identificaram rotas marítimas utilizadas pelo grupo, com centros logísticos na África Ocidental e nas Ilhas Canárias. Na Europa, a cocaína era distribuída por meio de centros na Bélgica, Croácia, Alemanha, Itália e Espanha.

Ao longo da investigação, foram realizadas diversas ações que enfraqueceram a rede:
•             Total de prisões: 40 no Brasil, Croácia, Alemanha, Sérvia, Espanha e Turquia.
•             Apreensão de cocaína: cerca de 8 toneladas na Bélgica, Holanda e Espanha.
•             Apreensão de ativos: € 12,5 milhões e US$ 3 milhões no Brasil, e mais de € 50 milhões congelados na Sérvia.

A Polícia Federal brasileira teve papel importante ao desarticular a organização criminosa responsável pelo transporte da cocaína por via terrestre, desde os países produtores até portos no Brasil e outros centros logísticos. 

A rede brasileira também fornecia serviços de logística e facilitava atividades de lavagem de dinheiro para outras organizações criminosas. Em março de 2024, a última fase da investigação revelou que cerca de 500 contas bancárias movimentaram mais de R$ 2 bilhões (cerca de  € 371 milhões) nos últimos anos.  Foram presos dois suspeitos e apreendidos bens avaliados em  € 12 milhões e US$ 3 milhões em espécie.

Na última quarta-feira, 12/06, foram realizadas as seguintes ações:
•             4 prisões na Espanha;
•             7 buscas domiciliares na Espanha;
•             Apreensões de joias, relógios de luxo, arma de fogo, munição, € 109 mil em espécie, equipamentos eletrônicos e outras evidências.

 Esta operação conjunta representa um duro golpe contra o tráfico internacional de drogas e reforça a importância da cooperação policial global no combate ao crime organizado.

 

 

FONTE/CRÉDITOS:  Coordenação-Geral de Comunicação Social
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!