A informação chega primeiro aqui!

Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

Notícias Polícia

Polícia Militar de Santa Catarina inicia segunda etapa da operação Nárke

A primeira fase ocorreu em abril deste ano, focando no cumprimento de mandados pelas polícias judiciárias

Polícia Militar de Santa Catarina inicia segunda etapa da operação Nárke
PMSC/Divulgação
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC) integra na segunda etapa da operação Nárke, um esforço conjunto e coordenado para combater o tráfico de drogas no Estado. A operação, que ocorre entre os dias 24 e 28 de junho, está alinhada ao Programa Nacional de Enfrentamento às Organizações Criminosas (ENFOC), instituído pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública.

A primeira fase da Operação Nárke ocorreu em abril deste ano, focando no cumprimento de mandados pelas polícias judiciárias. A segunda fase agora será marcada por ações ostensivas da PMSC, que visam não apenas a repressão ao tráfico de drogas, mas também a diminuição da percepção de insegurança entre a população.

O principal objetivo da Operação Nárke é garantir que tanto o risco real quanto a percepção de risco relacionados ao tráfico de drogas sejam reduzidos. As ações incluem a repressão e coibição de atividades criminosas ligadas ao tráfico de drogas, além da redução dos indicadores de criminalidade relacionados ao tráfico de drogas e crimes conexos.

A operação será desenvolvida no enfrentamento ao tráfico nas rodovias, com foco em prisões em flagrante por transporte de grandes quantidades de drogas em rodovias estaduais e rotas alternativas. Além disto, em áreas urbanas serão realizadas ações concentradas em locais suspeitos de venda de drogas e pontos de armazenamento.

De acordo com o comandante-geral da PMSC, coronel Aurélio José Pelozato da Rosa, “esta operação representa um esforço contínuo e coordenado para combater o tráfico de drogas e as consequências devastadoras para a nossa sociedade. Nossos policiais estão diuturnamente nas ações ostensivas e repressivas para coibir esse delito e garantir a Ordem Pública do povo catarinense”.

FONTE/CRÉDITOS: Comando-Geral da Polícia Militar/ Soldado Pedro Francisco da Costa Neto
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!