A informação chega primeiro aqui!

Sabado, 15 de Junho de 2024

Notícias Esportes

Brasileiras seguem hegemônicas: levam 10º título sul-americano Sub 20

Vitória sobre Venezuela garantiu conquista a uma rodada do fim

Brasileiras seguem hegemônicas: levam 10º título sul-americano Sub 20
Fabio Souza/CBF/Divulgação
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A seleção brasileira feminina sub 20 faturou antecipadamente o 10º título sul-americano de futebol em Guayaquil (Equador). na madrugada desta sexta-feira (3). A uma rodada do término do hexagonal final, as brasileiras derrotaram as venezuelanas por 2 a 0 com gol de Milena e Carol. Além de decacampeã, a seleção assegurou presença na Copa do Mundo da categoria, entre agosto e setembro, na Colômbia.

Com o triunfo desta madrugada, a seleção chegou a 12 pontos no hexagonal final e não pode mais ser ultrapassada por Paraguai e Colômbia, ambos na segunda colocação, com sete pontos. A 10ª taça sul-americana coroa o trabalho da técnica Rosana Augusto, ex-jogadora da seleção brasileira, que assumiu o comando da equipe em setembro do ano passado.

"É uma felicidade enorme ter conquistado o título de forma antecipada. Essa sensação de ser campeão é muito gratificante. Acima de tudo, foi um trabalho bem executado, com o Brasil jogando bem. Na minha opinião, fomos talvez a única equipe que tentou propor o jogo em todas as partidas, duelando e competindo bem. Ficamos muito satisfeitos porque o trabalho foi muito bem feito pelas atletas”, elogiou a treinadora.


Milena marcou um dos gols da vitória do Brasil por 2 a 0 contra a Venezuela, a quarta seguida no hexagonal final, que garantiu o decacampeonato sul-americano feminino Sub 20 - Fabio Souza/CBF/Direitos Reservados

Mesmo campeão, o Brasil volta a campo no domingo (5) para o último jogo da tabela, contra o Peru, em horário ainda a ser definido pela Conmebol. Até o momento, a seleção enfileirou sete vitórias em oito jogos. Foram 17 gols marcados e apenas quatro sofridos.

O Sul-Americano reuniu 10 seleções na fase inicial, que foram divididas em dois grupos. O Brasil ficou no B, junto com Colômbia, Venezuela, Chile e Bolívia. Na chave A, ficaram Equador, Uruguai, Argentina, Paraguai e Peru. O escrete feminino avançou antecipadamente ao hexagonal final após vencer os três primeiros duelos da fase de grupos - Chile (5 a 1), Bolívia (2 a 0), Venezuela (2 a 1) - e perder o último para a Colômbia (2 a 1). Depois no hexagonal emplacou quatro triunfos seguidos contra Argentina (2 a 0), Paraguai (3 a 0), Colômbia (1 a 0) e Venezuela (2 a 0). 

FONTE/CRÉDITOS: Agência Brasil
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!